MUDANÇA NA COMPOSIÇÃO DA CEMDP


Em ação civil pública apresentada à Justiça Federal do Rio Grande do Sul, o Ministério Público Federal pediu a anulação do decreto presidencial que, em julho de 2019, substituiu quatro dos sete integrantes da  Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos Políticos (CEMDP). A Comissão foi criada por lei para proceder ao reconhecimento de mortes e desaparecimentos em razão de violações de direitos humanos ocorridas na ditadura. Segundo o MPF, as pessoas nomeadas sustentavam posições e opiniões públicas contrárias aos objetivos da Comissão.

Ação civil pública nº 5065787-15.2019.4.04.7100

Veja a íntegra da inicial

Principais ações





...
10/10/2005
DIREITO RESPEITADO

...
28/06/2006
POSITIVO

...
10/09/2006
MEMÓRIA


...
25/05/2007
POSICIONAMENTO

...
01/04/2008
NOVA EXUMAÇÃO

...
14/05/2008
DOI-CODI SP

...
27/08/2008
DNA



...
27/11/2009
OSSADAS ABANDONADAS

...
27/05/2010
VILA FORMOSA




...
12/12/2011
DIGNIDADE


...
05/02/2014
DIREITO À MEMÓRIA



...
12/02/2015
ACERVOS DA CSN




...
19/12/2017
MEMORIAL DA ANISTIA





16/07/2018
BUSCAS NO ARAGUAIA